sexta-feira, 29 de maio de 2009

Trecho de "Sobre o poder de escolha" de Cooper (Sexto Sexo) Indispensável á qualquer mulher...

"Confesso que sinto bastante orgulho por ter esse poder de fazer escolhas. Decido quem entra na minha vida, quem sai, quem fica por pouco tempo, quem permanece para sempre, quem nunca pode entrar…. Parece simples isso, mas não é. Algumas pessoas simplesmente aceitam o que a vida oferece. Vão catando porcarias pelo caminho, como se não tivessem opção. Há também os tipos que vivem do lado oposto: tentam entrar na vida de alguém e não se tocam que às vezes não merecem aquele espaço. Em vez de escolherem fazer qualquer outra coisa com seus dias, se humilham numa insistência vã. Pouca gente tem o bom senso de pesar se aquilo que chega realmente é válido. Pouca gente entra um universo sob a ciência de que é bem-vindo ali. E isso acaba sendo engraçado porque, quando faço minhas escolhas, alguns consideram minha atitude absurda, como se eu fosse obrigada a receber o mundo de braços abertos, como se minha rotina fosse uma cesta de lixo que aceita bolinhas de papel barato com garranchos de um texto ruim. Pobres diabos!

É por isso que sou o que sou. Sempre rejeitei quem não merecia estar na minha vida e optei por ficar só com o que me faz bem. Só os que me acrescentam merecem espaço. Questão de escolha. Isso é poder de verdade. Essa capacidade de decisão é que me faz especial, do contrário, se fosse como uns e outros que pensam que não se deve ter critérios, eu seria uma lixeirinha à espera do entulho.

Bem… Há quem se sinta lixo. Não é o meu caso. E só é assim porque eu escolhi".

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Meu Valor...

Hoje acordei com uma nova imprenssão da Vida...
Tenho me esforçado ao máximo em busca de tornar o cotidiano estafante em uma harmoniosa jornada.
Cada vez mais sinto o mérito por cada ato diário, com ou sem êxito, pois na reliadade o que realmente sempre vale é a gloriosa "intenção".
Cada passo meu, milimétrico que seja, vem sido cauculado com a precisão da pitada de Amor que nele será colocado,em qual seja o ato, do mais simples ao mais sofisticado.
E é assim que venho percebendo quão grande importância tenho para todas as pessoas ao meu redor, e meu coração se enche de alegria ao me situar nessa imensa corrente de Otimismo.
Vale sempre ressaltar que nem todo o esforço depositado não será reconhecido; tendo em vista que estamos enxergando á nossa maneira.
Cada qual tem sua forma de compreender, e simplismente devemos respeitar essa forma de compreensão externa, quer ela seja aceita ou não.
A gratidão é presenteada com gestos singelos oferecidos calorosamente a nós...
E passível de erros e acertos, sigo a minha jornada oferecendo com muito carinho; parte da dádiva que me foi concebida, que é a de ser útil e de poder servir.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Cativa-me!!!


"Eu não preciso de ti.
Tu não precisas de mim.
Mas,
se tu me cativares, e se eu te cativar...
ambos precisaremos, um do outro..."

(Antoine de Saint-Exupéry)


Obs: Pode ser eterno ou não...
Cabé a nós o poder dessa decisão!